SIGA-NOS

Tamara Cardoso: “36 motivos que provam que D’Alessandro é o Inter”

tamara-cardoso

Em homenagem ao capitão, Andrés Nicolas D’Alessandro, que hoje completa 36 anos de idade, irei apresentar 36 motivos que o fazem um ídolo colorado.

1- 31 de julho de 2008: D’Ale veste pela primeira vez o manto colorado.

2- Se sentiu surpreso com a recepção da torcida.

3- Sua estréia foi no clássico Gre-Nal, válido pela copa Sul-Americana, no qual eliminou o rival.

4- Foi campeão da Copa Sul-Americana.

5- Até o final de 2008 jogou com a camisa 15, depois passou a usar a 10.

6- Pelo colorado foi Campeão Gaúcho, de forma invicta, em 2009.

7- Em 2010, foi protagonista do título da Copa Libertadores da América.

8- No mesmo ano, foi eleito o melhor jogador das Américas, levando mais um caneco para casa.

9- No ano seguinte em 2011, conquistou mais um Gauchão, dessa vez, no Estádio Olímpico lotado. Aliás, o último título da casa do co-irmão.

10- Neste mesmo ano, também conquistou a Recopa Sul-Americana pelo Inter.

11- Primeiro título como capitão colorado, foi em 2012, conquistando o Bi-campeonato Gaúcho.

12- Encantou a torcida e entortou adversários com o tradicional “La Boba”

13- Em 2013, foi Tricampeão Gaúcho e jogando longe do Beira-Rio, que estava em reformas para a Copa do Mundo de 2014.

14- Em 2014, na reinauguração do Beira-Rio, se emocionou ao marcar o primeiro gol, no “novo” estádio do Internacional.

15- No mesmo ano, conquistou o tetracampeonato gaúcho, com uma sonora goleada diante do Grêmio por 4 a 1 e 6 a 2 no placar agregado.

16- Não acabou por aí, em 2015 conquistou o Pentacampeonato gaúcho.

17- No Inter, disputou brilhantemente a Libertadores da América, sendo o único time brasileiro ainda na disputa pelo título em 2015, que infelizmente foi eliminado na semifinal do campeonato.

18- No ano seguinte ganhou a Recopa Gaúcha antes de partir para o River Plate, por empréstimo.

19- Chorou na despedida e disse que voltaria em breve.

20- Esta terra tem patrão, no ano de 2016, levantamos uma taça para D’Ale, e foi a conquista do HexaCampeonato Gaúcho.

21- Após a conquista do título, o Internacional sentiu muito no campeonato brasileiro com a sua saída, que acabou indo para a segunda divisão.

22- Em 2017 ele voltou, e foi recepcionado pela torcida em festa no aeroporto.

23- Abriu mão de jogar a Libertadores pelo River Plate, da Argentina…

24- …Para ajudar o Inter a subir para a série A.

25- D’Alessandro honrou o clube em vários aspectos;

26- Solidariedade: fez jogos beneficentes para ajudar instituições.

27- Colocou sempre o Inter acima de tudo.

28- “Se eu pudesse, ficaria para sempre”.

29- Defende o Clube das provocações adversárias.

30- “A história fala por si só, e ela é muito mais rica aqui, do que lá”.

31- Ele é muito grato pelo carinho de todos, vai para a torcida colorada e faz a festa.

32- “É um clube que me abriu às portas, que me deu tudo”.

33- Não gosta de ser contrariado ou pressionado pela imprensa.

34- “Que o torcedor jogue PlayStation e não ouça rádio nessa semana”.

35- Nascido na Argentina, mas com sangue de Gaúcho e colorado. Que honra tê-lo conosco.

36- #FelizCumpleDAle

Todo conteúdo postado nas editorias é independente e de responsabilidade dos seus criadores. Não expressando, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site .

Copyright © 2016 Inferno Meu Destino