SIGA-NOS

O dia que Carlitos marcou o gol mais inusitado da história do Inter

A década de 40 foi um dos períodos mais vitoriosos da história do Internacional. Naquele tempo, a equipe era chamada de Rolo Compressor e acumulou 8 estaduais, em 10 anos. O grande nome daquele time quase imbatível era Carlitos, o maior artilheiro da história do Inter, com 485 gols. Além disso, o atacante também era conhecido como o artilheiro dos gols impossíveis e um dos seus intentos mais inusitados ocorreu em 1945, chamado de “Gol Plano Inclinado”.

A história aconteceu em uma partida contra o Cruzeiro de Porto Alegre, válida pelo Campeonato Gaúcho. A origem do gol surgiu com um perigoso cruzamento de Tesourinha, obrigando o goleiro a afastar a bola com um soco e fazendo-o sair da meta. Tentando aliviar a pressão colorada, o jogador Nelson Adams deu um chutão, mas a bola bateu na ponta de sua chuteira, fazendo-a recuar para trás e cair quase na linha do gol. Oportunista como era, Carlitos acompanhou o lance e colocou-se em cima da linha. Como ele estava á frente da bola, precisou inclinar o corpo para trás na hora do cabeceio, resultando em uma finalização acrobática que ficaria conhecida como o “Gol Plano Inclinado”.

Aliás, o próprio Carlitos conta que o verdadeiro sortudo no lance não foi ele, mas sim o fotógrafo que conseguiu registrar o momento que ficaria para sempre na história do Inter e marcado na memória de todos os que estiveram no estádio dos Eucaliptos naquele jogo.

Coincidentemente, naquele mesmo ano, o Internacional sagrou-se hexacampeão gaúcho, vencendo o Pelotas na final e estabelecendo a hegemonia no futebol do estado. Mas além de todos os títulos daquela década, o Rolo Compressor também construiu histórias maravilhosas, como todo grande time tem, a exemplo do “Gol Plano Inclinado”.

Todo conteúdo postado nas editorias é independente e de responsabilidade dos seus criadores. Não expressando, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site .

Copyright © 2016 Inferno Meu Destino